Hipólita Jacinta: conheça a mulher por trás do movimento de Tiradentes


Você já deve ter escutado falar em Tiradentes, pseudônimo de Joaquim José da Silva Xavier. Mas conhece Hipólita Jacinta Teixeira de Melo? Essa foi uma importante personagem na Inconfidência Mineira, que auxiliou na comunicação entre inconfidentes e organizou uma articulação com militares para dar sequência à revolução.

Junto com seu marido, Francisco Antônio de Oliveira Lopes, membro ativo do grupo de Tiradentes, Hipólita estava ciente e, acima de tudo, apoiava o movimento. Sua fazenda, fruto da herança de seu pai Pedro Teixeira de Carvalho, serviu de célula dos inconfidentes, já que sua localização facilitava a comunicação entre conjurados de cidades próximas e a capital da província, ou seja, Vila Rica.

Sua participação é comprovada em dois momentos importantes da história. A primeira trata-se de uma carta alertando a Francisco Antônio que o líder Tiradentes e o traidor Joaquim Silvério dos Reis estavam presos no Rio de Janeiro por conta dos planos de revolução, em 1789. No documento, Hipólita solicita que o marido haja com cautela, mas sem deixar de lado os seus ideais, incluindo melhoria de condições de vida e trabalho em Minas Gerais.

A personagem também foi responsável por proibir seu marido de entregar uma carta-denúncia delatando o movimento a Visconde de Barbacena, governador de Minas Gerais da época. A carta seria entregue pessoalmente para tentar diminuir a pena por participar da conjuração mineira, como a atual delação premiada. No entanto, Hipólita destruiu este e outros documentos que pudessem delatar os revolucionários.

No entanto, não deixou de pensar em seu marido e tentou o perdão de dona Maria I, rainha de Portugal, com o envio de um cacho de banana de ouro maciço, a fim de libertar seu marido que fora preso junto com outros inconfidentes. Contudo, Visconde de Barbacena não permitiu que a entrega fosse realizada. Ele, assim como outros colegas, foram degredados para a África, onde morreram. Tiradentes foi o único a receber a pena de morte.

Destino de história

Minas Gerais é conhecida por suas serras, que formam paisagens inesquecíveis, mas não deixa de lado toda a história que carrega por todo seu destino. Visitar o estado é uma oportunidade de aprender cada vez mais sobre movimentos e contextos históricos que auxiliaram na trajetória de Minas Gerais e todo o Brasil.

Mulheres fazem histórias, são parte da história e ainda tem o mundo para criar mais histórias. E então: qual é a sua história?


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Related Post